Atenção se houver frases, pensamentos ou fatos em tese, aqui, com qualquer semelhança a vida real, relaxa, pois trata-se de Mera Coincidência

Fernando Assunção, Personal Coach, pós graduado em gestão de pessoas, analista comportamental e estrategista em mídias sociais

Por OPINIÃO 06/05/2019 - 14:00 hs

Aqui conto um pouco sobre mim e sobre uns também e sobre outros, eu conto menos, mas no final, o importante é contar e contar, que, o que ocorre na vida, sempre vai somar e acrescentar.

Então é simples, para podermos avançar, é vital dar o primeiro passo, sair da caixa. E isto, é o que nós já estamos fazendo aqui.

No início, é como a primeira vez, é estranho, tenso, travado, esquisito. Mas agora, as coisas fluem, conexões surgem, pontes são construídas em um mundo onde hoje, se ouve uma música, mas muitas vezes, não se escuta a letra.

Um marido violento nas palavras e gestos, um curso sendo feito às escondidas, uma guerreira maravilha de sorrisos que abraçam, mas que em um dia no passado, tentaram anular, destruir no coração, mas que ressurgiu das cinzas, das pizzas na praia e com alegria, oferece perfumes e cores pelo Brasil. Uma vida dura, desafiadora, um sonho de ser mãe, pãe, de mulher para mulher na magia do amor, construir amor para um criança que viveu no lixo e só queria um lar e fez.

Um, dois, três ou 37 países, numa viagem pela jornada da vida, para se encontrar, encontrar e ser encontrado, fazendo o legado do bem. Eu fui cubano, universal, brasileiro, simples, sensível e que quase sonhei os seus sonhos, mas quero que deles eu me inspire para realizar os meus sonhos.

Professores, auditores, vendedores ou um empreendedor de sorrisos que tem dor, mas tem muito amor e quer simplesmente ressignificar o amor, vivenciando o hoje. Com jeito, paciência, perícia, vamos procurando fazer a nossa sombra pois na montanha russa da vida, o sol, nasceu para todos.

São muitas faces, muitas formas, não é um desenho simétrico e sim um desenho mosaico e é está a grande graça, o desafio. Sem receitas, mas sendo da receita, ajudando a passar nos exames de graduação  da vida, de pós graduação da vida e inspirando que, sucesso dá trabalho, exige renúncias, e como uma nutricionista com mente de mentora, mas postura de noviça, que colorei o desenho com as cores dos alimentos da boa vida plena, vaiam se preparando um fantástico banquete, uma mesa em forma de mosaico.

Sim, sem modelos, mas olhando os sorrisos e emoções da modelo, insurgente, que gosta de café, de roupa e que inspira médicas, terapeutas, administradores ou donas de casas, profissão é claro, mais completa do mundo, pois é de tudo, um muito e vai realizando cada dia mais e mais, fazendo modelos e modelagens.

 Eu sou enfermeiro, 32 anos e após 32 anos, achei meu pai e agora? Agora, eu me olho como bancária, matemática, que só quer apreender a perguntar, por que antes só fazia conta ou só fazia de conta e ia somando, ou subtraindo e agora quero multiplicar.

Um Ex-pastor, teólogo, corretor, coach, pai, mãe, filho ou ser o que você quiser, pois na dinâmica da vida, com ou sem seguro, no fundo, no final, as lagrimas vão ser parceiras constantes, as diferenças estarão á nas cores e nos sabores que elas terão e te digo, mesmo que as flores de plástico não morram, as flores reais precisam ser cuidadas, então seja você da funerária ou da medicina, cuide de você, antes de cuidar dos outros. Você dará o tom.

Saindo do curso, da câmara federal ou de onde você estiver, a gratidão é meu mantra, é a moldura neste lindo mosaico chamado vida. Se ajustando, se corrigindo como corregedora, como engenheira de produção que sabe a fórmula de bhaskara ou ser CADista, mas que na sensibilidade da empatia, sai das exatas e entra nas humanas como música, como canção, no coração de leoa, leão, que desperta e firmam amizades emblemáticas, mostrando que gostar de gente, vale muito a pena, que pensar fora da caixa, da certo sim e vai,  pega no microfone e ruge. Começando, recomeçando, encerrando ciclos, projetando novas metas, depois da faxina mental, traçando nesta infinita highway o seu propósito.

Com dores, términos, razões claras ou não, não importa agora, mesmo que depois de 15, 25 ou 35 anos, ocorra uma virada, a gente aprende, a gente muda, a gente descobre, a gente ressurge e percebe que mesmo amando ela ou ele, que eu posso mais, que mereço mais e por isto estou aqui.

E claro, amiga, amigo, ouvidos que respeitaram, sorrirão e partilharam sensações, vivencias, se permitindo a receber e fazer o bem, crescem a cada novo sol.

Eu, vim de longe e isto me oportunizou questões singulares e com enorme sabedoria, respeito, levarei para longe os olhares de cada um, que se permitiu. Que muitos luíses passem por nossa caminhada, pois expertises deste nível, são figuras raras e que ofertam muito mais de 20%, compartilham motos, mergulhos, cervejas, sabedoria, compartilham 1000%.

Um dia, uma noite, com vinhos, cervejas, gins, cafés, sucos, chocolates e abraços, que se estivessem na carteira de uma imobiliária valeriam mais que ouro ou uma viagem para praia, montanhas ou mesmo ali pertinho, só pra dizer que foi, só praz dizer que sim, é necessário viver e multiplicar a paixão naquilo que se faz e que te faz.

Coach, aqui, na auto self da vida, na auto crítica, o resumo é: se desafiar, plantando, superando, cultivando o amor no sentido amplo da caridade, construindo pontes de energia, vamos abrindo portas e conquistando novos territórios, por uma vida plena, agradável, boa e significativa para mim, para nós.

Sou assim. Minha gratidão, Deus nos abençoe e não tem desculpas.

A sua energia, contagia a minha.