Ex juíza estaria na corda bamba

Acusações de crimes eleitorais colocaram a senadora na mira

Por Da Redação 04/03/2019 - 17:07 hs

A mão pesada contra os corruptos agora está prestes a ver sua marchinha de carnaval favorita desfilar e o bloquinho desandar. Isso porque O Antagonista, o blog especializado em furos exclusivos, fez uma dura revelação dando conta que a Senadora Selma Arruda perdeu o ritmo e, na dança das cadeiras, pode perder o assento.

A cúpula do PSL braço Bolsonaro inclusive já está tocando a música da quarta-feira de cinzas, dando a então fenômeno da moralidade como carta fora do baralho. A ex juíza, eleita senadora em Mato Grosso, pode perder o compasso. A música começou a desafinar quando ela passou enfrentar uma avalanche de provas de crimes eleitorais, tais como caixa dois, abuso de poder político e poder econômico. Todos tipificados no código eleitoral.

Além disso, corre em boca miúda que ex juíza é persona non grata nos tribunais de origem, já que fez declarações de que estaria sendo chantageada por braços do poder, mas nunca revelou nomes.

O PSL está contratando uma empresa de “Compliance “, uma espécie de auditoria para dar uma erguida na imagem da sigla do presidente. E na triagem faz parte cortar da própria carne, onde a ex juíza já está com semanas contatas.

Novas eleições para Senado de Mato Grosso. Quem se habilita? E o baile segue para o fim e o enredo vira melancolia.