Ladrões ficam 24 horas escondidos para furtar banco e são flagrados pela polícia

Três suspeitos foram presos em flagrante, sendo que um deles levou um tiro na perna

Por Karina Cabral / O Livre 09/04/2019 - 15:50 hs
Foto: PJC-MT

Três suspeitos foram presos em flagrante na noite dessa segunda-feira (08), depois que as Forças de Segurança do Estado descobriram que eles estavam tentando furtar a agência do Banco do Brasil da Avenida Carmindo de Campos, em Cuiabá. Os suspeitos ficaram 24 horas escondidos em um restaurante ao lado da agência, mas acabaram descobertos e um deles ainda foi baleado.

A tentativa de furto foi frustrada graças a uma força tarefa composta pela Polícia Judiciária Civil, Polícia Federal, Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária (Saap) e Secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Seop/MJSP).

Conforme informações da Polícia Judiciária Civil, no domingo, por volta da 21h30, os policiais identificaram que criminosos estavam escondidos dentro de uma restaurante ao lado do Banco do Brasil, na Carmindo de Campos, fazendo um buraco na parede para ter acesso ao dinheiro dos caixas eletrônicos e cofre da agência. Os suspeitos usavam várias ferramentas (furadeiras, discos de corte, martelos) para abrir a parede.

Desde que receberam a informação, a inteligência da polícia deu início a um plano para cercar a área, impedir o roubo e prender os suspeitos. Na noite dessa segunda-feira (08), equipes da Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), Polícia Federal e Gerência de Operações Especiais (Goe) deram início à operação.

Ao todo, oito equipes cercaram toda a quadra da agência. No momento que os criminosos tentavam fugir,  pulando os muros das casas, dois deles foram flagrados em cima do telhado de um imóvel. Um estava com uma arma na mão e, por isso, os policiais atiraram na perna dele – depois foi descoberta que a arma era falsa -, o outro se rendeu.

O terceiro suspeito foi preso na frente do banco. Segundo a Polícia Civil, ele fazia  a vigilância do local e, com um telefone, passava o tempo todo conversando com os comparsas nos fundos do restaurante. O suspeito baleado está internado no Pronto-Socorro de Cuiabá.

O delegado adjunto da GCCO, Frederico Murta, informou que, quando interceptados pelas equipes policiais, os dois criminosos que estavam dentro do estabelecimento já tinham conseguido quebrar boa parte do concreto da parede dupla do banco. A parede daria acesso direto a área dos caixas eletrônicos do banco, o que não aconteceu devido à ação das Forças de Segurança.

Todos os suspeitos presos são maiores de idade e tem passagens criminais, sendo que um deles por tentativa de furto de uma agência do Banco do Brasil em Cuiabá, crime pelo qual chegou a ser preso em 2018. Os três serão autuados em flagrante por tentativa de furto triplamente qualificada e associação criminosa.

(Com assessoria)