PIVETTA Vai Atropelando na busca da vaga do Senado

A discrição do Vice-governador Otaviano Pivetta é algo invejável para quem vive no mundo dos corredores palacianos de MT, políticos e funcionários deveriam adotar sua conduta com a coisa pública como exemplo . O mais enxuto e produtivo gabinete do Governo Mauro Mendes beira a miséria, tamanha sua simplicidade. Ao chegar, o impetuoso Vice-governador, dispensou um aparato de segurança, dezenas de funcionários, devolveu carros oficiais, mordomias e benefícios que são o sonho de consumo de quadros políticos e seus ocupantes. Otaviano, como gosta de ser chamado, é um homem de hábitos simples, apesar de conhecer sofisticação e usa-la se quiser, poucas palavras, decisões imediatas, convocações na hora, respostas claras, e absolutamente nenhuma promessa ou enrolação, o Vice se esmera em ser sincero, claro e muito objetivo. Suas reuniões obedecem um critério transparente e logico, se são feitas, devem encontrar soluções e dali envolvidos, saírem para cumprir seus papeis, nada de marcar outra, para agendar mais algumas. Prefeito de Lucas durante alguns mandatos, teve sua administração e conduta como alcaide, usada de exemplo por muitos dos governantes e políticos que aí estão, um simples google, revela declarações de exemplificação de seus feitos, como achados, por muitos dos políticos em exercício de mandatos. Serviços prestados com excelência, conduta política arrojada e eficiente, ficha transparentemente limpa, solidez na condução de vida pública e sucesso empresarial como poucos, habilitam o político/empresário a qualquer função pública que exista. Neste episódio eleição suplementar foi induzido por amigos próximos, conselheiros e seu grupo a encarar a disputa, COLOCOU O NOME NA BAILA. De forma responsável vem construindo uma candidatura que respeite anseios de população, atenda as demandas estaduais e possa inserir no plano nacional, suas ideias, conceitos e visão da máquina administrativa federal, BUSCANDO ARROJO, RESULTADOS E SERVIÇOS PUBLICOS DE QUALIDADE. Pessoalmente Otaviano Pivetta carrega um mantra repetitivo em todas as suas falas e colocações, “ e o contribuinte? E a população? ” Suas decisões só saem depois de clara como ficara para estes grupos tão desassistidos pelo Estado. Não existem dúvidas que seu preparo, conhecimento e experiências o avalizem a tal pretensão, sua competência é reconhecida até por seus algozes e inimigos. Vice-Governador do Governo Mauro Mendes, recebeu missões árduas que vem conduzindo com resultados, seu problema, e que a timidez não o deixam propagar feitos e realizações, ele literalmente opta por anonimato. Se alguém acredita, no cenário que se pinta, com nomes de baixo clero e insignificância eleitoral, que possa surgir alguém com mais tarimba e prestigio profissional, estaremos vivendo uma grande enganação, e os políticos responsáveis pela aglutinação ao entorno de nomes, cometendo um erro que custará caro ao MATO GROSSO. Esperamos que a luz da responsabilidade, o desejo coletivo de materialização do estado reduzido e eficiente, que o combate a corrupção e a atenção inexorável a educação, bandeiras de Otaviano, pesem na balança de seus ainda indecisos aliados. MATO GROSSO NÃO PODE MAIS ERRAR COM AVENTUREIROS DE PRIMEIRA VIAGEM.

Por Assessoria 21/01/2020 - 15:47 hs

A discrição do Vice-governador Otaviano Pivetta é algo invejável para quem vive no mundo dos corredores palacianos de MT, políticos e funcionários deveriam adotar sua conduta com a coisa pública como exemplo .


O mais enxuto e produtivo gabinete do Governo Mauro Mendes beira a miséria, tamanha sua simplicidade. 


Ao chegar, o impetuoso Vice-governador, dispensou um aparato de segurança, dezenas de funcionários, devolveu carros oficiais, mordomias e benefícios que são o sonho de consumo de quadros políticos e seus ocupantes.


Otaviano, como gosta de ser chamado, é um homem de hábitos simples, apesar de conhecer sofisticação e usa-la se quiser, poucas palavras, decisões imediatas, convocações na hora, respostas claras, e absolutamente nenhuma promessa ou enrolação, o Vice se esmera em ser sincero, claro e muito objetivo. 


Suas reuniões obedecem um critério transparente e logico, se são feitas, devem encontrar soluções e dali envolvidos, saírem para cumprir seus papeis, nada de marcar outra, para agendar mais algumas.


Prefeito de Lucas durante alguns mandatos, teve sua administração e conduta como alcaide, usada de exemplo por muitos dos governantes e políticos que aí estão, um simples google, revela declarações de exemplificação de seus feitos, como achados, por muitos dos políticos em exercício de mandatos.


Serviços prestados com excelência, conduta política arrojada e eficiente, ficha transparentemente limpa, solidez na condução de vida pública e sucesso empresarial como poucos, habilitam o político/empresário a qualquer função pública que exista.


Neste episódio eleição suplementar foi induzido por amigos próximos, conselheiros e seu grupo a encarar a disputa, COLOCOU O NOME NA BAILA. 


De forma responsável vem construindo uma candidatura que respeite anseios de população, atenda as demandas estaduais e possa inserir no plano nacional, suas ideias, conceitos e visão da máquina administrativa federal, BUSCANDO ARROJO, RESULTADOS E SERVIÇOS PUBLICOS DE QUALIDADE.


Pessoalmente Otaviano Pivetta carrega um mantra repetitivo em todas as suas falas e colocações, “ e o contribuinte? E a população? ” Suas decisões só saem depois de clara como ficara para estes grupos tão desassistidos pelo Estado.


Não existem dúvidas que seu preparo, conhecimento e experiências o avalizem a tal pretensão, sua competência é reconhecida até por seus algozes e inimigos.


Vice-Governador do Governo Mauro Mendes, recebeu missões árduas que vem conduzindo com resultados, seu problema, e que a timidez não o deixam propagar feitos e realizações, ele literalmente opta por anonimato.


Se alguém acredita, no cenário que se pinta, com nomes de baixo clero e insignificância eleitoral, que possa surgir alguém com mais tarimba e prestigio profissional, estaremos vivendo uma grande enganação, e os políticos responsáveis pela aglutinação ao entorno de nomes, cometendo um erro que custará caro ao MATO GROSSO.


Esperamos que a luz da responsabilidade, o desejo coletivo de materialização do estado reduzido e eficiente, que o combate a corrupção e a atenção inexorável a educação, bandeiras de Otaviano, pesem na balança de seus ainda indecisos aliados.


MATO GROSSO NÃO PODE MAIS ERRAR COM AVENTUREIROS DE PRIMEIRA VIAGEM.